Claude Chabrol em 2004 (AFP)

O mundo da 7ª Arte perdeu ontem, dia 12, um dos nomes mais importantes da Nouvelle Vague. O cineasta Claude Chabrol, considerado um dos fundadores do movimento de renovação do cinema francês ao lado de Godard e Truffaut, faleceu ontem aos 80 anos de idade. A causa da morte do parisiense ainda não foi revelada.

A temática de seus filmes costuma girar em torno da crítica sutil e bem-humorada à classe burguesa de seu país. Ele deixa em torno de 80 produções, entre os filmes para o cinema e para a televisão. Entre seus trabalhos essenciais estão Nas Garras do Vício, Os primos, Madame Bovary e Negócios à Parte. Em 2009, recebeu o prêmio pelo conjunto da obra no Festival de Berlim.

Comentários

comentários

Powered by Facebook Comments

Deixar um comentário

Não há comentários nessa página ainda. Vamos começar essa conversa!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *