Claude Chabrol em 2004 (AFP)

O mundo da 7ª Arte perdeu ontem, dia 12, um dos nomes mais importantes da Nouvelle Vague. O cineasta Claude Chabrol, considerado um dos fundadores do movimento de renovação do cinema francês ao lado de Godard e Truffaut, faleceu ontem aos 80 anos de idade. A causa da morte do parisiense ainda não foi revelada.

A temática de seus filmes costuma girar em torno da crítica sutil e bem-humorada à classe burguesa de seu país. Ele deixa em torno de 80 produções, entre os filmes para o cinema e para a televisão. Entre seus trabalhos essenciais estão Nas Garras do Vício, Os primos, Madame Bovary e Negócios à Parte. Em 2009, recebeu o prêmio pelo conjunto da obra no Festival de Berlim.

Deixar um comentário

Não há comentários nessa página ainda. Vamos começar essa conversa!

Deixe uma resposta