Mostra homenageia os 15 anos da Fundação Iberê Camargo (Crédito: Imagens de arquivo)

Iberê Camargo é um dos pintores mais expressivos que o País já conheceu, sua mão torcia o pincel, decifrando toda a essência do que viria a ser a pintura. O leitor deve saber que não se captura uma pintura, se captura sim a essência de uma pintura e depois a transpõem-se para o suporte. Logo, se o dom de um artista também é capturar a essência de uma futura forma de manifestação, ele não precisa, necessariamente, se prender a apenas uma área artística, apesar de poder ser grande expoente em uma. Esse é o caso de Iberê que se enveredava também no campo da literatura. O livro Gaveta dos Guardados deixa isso bem claro: ao lidar com as palavras ele expunha a mesma temática sobre o passado, pelo tempo perdido.

As figuras que povoam as minhas telas envolvem-se na tristeza dos crepúsculos dos dias da minha infância “, escreveu o artista.

Nesse clima nostálgico, a temática fundamental da obra de Iberê Camargo, inicia-se nesse sábado, 2 de outubro, uma exposição a fim de celebrar os 15 anos da Fundação Iberê Camargo. O responsável pela mostra “Os Meandros da Memória” é o curador francês Jacques Leenhardt que pesquisou por muito tempo um acervo de documentos, cartas, entrevistas e textos literários, principalmente sobre o livro já citado no último parágrafo. A exposição se alonga até abril de 2011 e promete ser um verdadeiro passeio pelas lembranças de Iberê.

O tempo transforma as coisas que amamos.”

É possível se perguntar o que Iberê poderia comentar de tal homenagem e reconhecimento que recebeu ao longo dos últimos anos. Dúvida que, de certa forma, pode ser amenizada também nessa mostra que tem entrada franca, a partir de hoje.

Comentários

comentários

Powered by Facebook Comments

Jornalista, mestrando em Comunicação na Ufrgs e Editor-Fundador do Nonada - Jornalismo Travessia. Acredita nas palavras e nas pessoas. Twitter: @rafaelgloria
Tags: Deixar um comentário

Deixar um comentário

Não há comentários nessa página ainda. Vamos começar essa conversa!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *