O artista David Wojnarowicz (Crédito: Arquivo)

A polêmica da censura no mundo das artes foi suscitada nesta semana na cidade de Washington. A Liga Católica dos Estados Unidos pressionou a National Portrait Gallery a retirar de uma exposição em cartaz sobre sexualidade o vídeo “A Fire in My Belly” (trecho), do artista David Wojnarowicz. A obra realizada em 1987 possui 30 minutos de duração e mostra por 11 segundos formigas caminhando sobre uma imagem de Jesus Cristo na cruz.

O vídeo trata-se de uma homenagem de Wojnarowicz ao seu parceiro que morreu por complicações da AIDS, e motiva também a uma reflexão sobre o sofrimento das vítimas dessa doença. O próprio artista morreu por este motivo em 1992. William Donohue, presidente da Liga Católica nos Estados Unidos, considerou ofensivas as imagens exibidas no vídeo. O museu argumentou que a retirada ocorreu não por causa do suposto caráter “anti-cristão” do vídeo, mas sim porque a polêmica estava tirando a atenção do conjunto da mostra.

Outra galeria de arte da cidade, chamada Transformer, está reexibindo a obra. Ontem à tarde aproximadamente cem pessoas fizeram uma passeata até a National Portrait Gallery em protesto à decisão da retirada. “Hide/Seek: Difference and Desire in American Portraiture”, a mostra que abrigava o vídeo, trata de problemas de identidade sexual e de género e considera-se “a primeira grande exposição em museu a focar-se na diferença sexual na produção do retratismo americano”, de acordo com o website do museu.

Comentários

comentários

Powered by Facebook Comments

Deixar um comentário

Não há comentários nessa página ainda. Vamos começar essa conversa!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *