Estreia hoje e vai até dia 29 de janeiro a temporada da peça Viúvas, Performance sobreviuvas a Ausência – Trabalho em Andamento, encenada pela Tribo de Atuadores Ói Nóis Aqui Traveiz. A obra, baseada no texto Viúvas, de Ariel Dorfman e Tony Kushner, propõe um resgate da história recente do país. O cenário serão as ruínas  do antigo presídio de presos políticos localizado na Ilha das Pedras Brancas, conhecida como Ilha do Presídio, no rio Guaíba. A apresentação tem entrada franca com distribuição de senhas às 19h na bilheteria localizada no saguão da Usina do Gasômetro. O público será transportado de barco até a ilha. A encenação foi contemplada com o Prêmio Funarte de Teatro Myriam Muniz. Serviço: Viúvas, Performance sobre a Ausência – Trabalho em Andamento De 20 a 29 de janeiro, às 20h (exceto dias 28 e 29, às 20h30min). Classificação: 16 anos. Duração: 70 minutos (não incluindo o tempo de deslocamento até a ilha). Local: Ilha das Pedras Brancas, com saída da Usina do Gasômetro (João Goulart, 551, fone 51 3289-8100), em Porto Alegre. Ingressos: entrada franca, com retirada de senhas a partir das 19h no saguão da Usina do Gasômetro. ** Um ônibus disponibilizado pela produção do espetáculo sairá às 20h da Usina do Gasômetro para o Sava Clube, no bairro Vila Assunção, onde o público entrará em um barco para a Ilha das Pedras Brancas. O tempo estimado de viagem pelo Guaíba é de 25 minutos. Após a apresentação, o barco levará o público de volta ao Sava Clube, de onde sairá o ônibus para a Usina. Nos dias 28 e 29, a saída será da estação rodoviária da cidade de Guaíba (Avenida João Pessoa, 966, fone 51 3491-3821), às 20h30min – senhas na plataforma de embarque a partir das 19h30min. Informações: (51) 9999-4570. Se chover, não haverá espetáculo.

Comentários

comentários

Powered by Facebook Comments

2 comentários sobre “Peça teatral sobre o período militar estreia hoje em Porto Alegre

  1. Parabéns pela iniciativa. Fui o primeiro preso político naquela ilha durante a ditadura. Assim que fui eu quem a inaugurou. Preocupa-me o desembarque, já fizeram um atracadouro?
    Carinhosamente
    Araken – Valença – Bahia

  2. Parabéns por esta bela iniciativa eu gostaria que houvesse mais senhas para poder ir com meus filhos e esposo.

    Excelente tema e encenação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *