Pesquisa do Ministério da Cultura atualiza indicadores nacionais de preços

Essa é uma das perguntas mais difíceis de responder quando se fala em cultura. Para aproximar esses valores da realidade, o Ministério da Cultura divulgou dia 4 de abril, uma pesquisa atualizada dos indicadores nacionais de preços da cultura, levantados segundo parâmetros e técnicas de mercado, de acordo com o mês de março.

Os indicadores são resultado do contrato do Ministério com o Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getúlio Vargas (FGV). Belém, Recife, Brasília, Porto Alegre, São Paulo e Rio de Janeiro, as capitais-base da pesquisa, são consideradas como representativas das regiões brasileiras. Ainda que seja espacialmente restrita, a pesquisa é utilizada para lastrear e avaliar propostas candidatas à renúncia fiscal pela Lei Rouanet em todo o território nacional.

O levantamento detecta os valores médios de 255 itens, entre serviços e mão de obra do universo da produção cultural. Os itens incluem preços de hospedagem, locação de veículos e espaços, frete e alimentação, preços de mão de obra de cinegrafistas, coreógrafos, diretores e técnicos em variados segmentos, entre outros.

Clique nos links abaixo e acesse os indicadores de preços atualizados:

Comentários

comentários

Powered by Facebook Comments

Deixar um comentário

Não há comentários nessa página ainda. Vamos começar essa conversa!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *