Ilustração de Leaving Megalopolis

Projetos de quadrinhos têm se utilizado muito do sistema de crowdfunding, o financiamento coletivo, de maneira cada vez mais positiva (não que isso só aconteça com os quadrinhos, mas esse é o caso aqui). Leaving Megalopolis, de Gail Simone e Jim Calafiore, é mais uma prova disso.

Há cinco dias, o projeto – que estava buscando fundos no site Kick Starter – atingiu sua meta de arrecadação de 34 mil dólares. Mas os leitores/apoiadores se mostraram tão motivados pelo quadrinho, que continuaram contribuindo, o que resultou em uma arrecadação de mais de três vezes o valor pretendido (117 mil dólares até agora).

Leaving Megalopolis mostra um universo de super-heróis que dá errado. Em 80 páginas de terror e suspense, vemos o que acontece quando os super-heróis que protegem a cidade de Megalopolis se tornam loucos homicidas e se voltam contra a cidade que protegem. A história gira em volta de um grupo de sobreviventes que tenta fugir da cidade e de seus antes admirados protetores. A roteirista Gail Simone e o desenhista Jim Calafiore fazem uma história de violência, medo e esperança – e, se os personagens tiverem sorte, de sobrevivência.

Simone já trabalhou em revistas como Deadpool, Bird of Prey e Mulher Maravilha, e Jim Calafiore em Aquaman, Exiles e Gotham Underground. O sucesso do projeto vem tanto por mérito da originalidade da história como pelo renome que ambos conseguiram entre leitores de quadrinhos nos Estados Unidos.

Com o dinheiro a mais, os autores criarão mais material relacionado a Leaving Megalopolis, que será distribuído para os apoiadores (além de, imagino eu, guardar um pouco para si). O sucesso deste e de diversos outros projetos de crowdfunding reforçam que essa é uma tendência aprovada por público e por autores – deixando de fora produtoras, editoras e gravadoras.

Comentários

comentários

Powered by Facebook Comments