premio-veredasApós uma longa pausa, o Veredas está de volta, e com uma novidade: as inscrições do Prêmio Veredas para Literatura de Autoria Feminina – Edição Carmen da Silva serão abertas em setembro deste ano. A oportunidade se volta para escritoras gaúchas ou que residem no Rio Grande do Sul há pelo menos dois anos.

O blog também aproveita a ocasião para apresentar a comissão julgadora do concurso, integrada por profissionais de primeira linha. É com o suporte delas que o Prêmio Veredas vai tomando forma aos poucos. Conheça o quarteto:

Aline Aver Vanin é doutora em Linguística pela PUCRS, com período de doutorado-sanduíche na Eötvös Loránd University (Budapeste, Hungria). Atuou em estágio Pós-Doutoral no Laboratório de Processamento de Linguagem Natural (PLN) no Programa de Pós-Graduação em Ciência da Computação da PUCRS. Atualmente, é professora adjunta do Departamento de Educação e Humanidades da Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre (UFCSPA). Pesquisa a relação entre metáforas, emoções e saúde.

Camila Doval é feminista, doutora em Letras/Teoria da Literatura, mestra em Letras/Escrita Criativa, especialista em Estudos Linguísticos do Texto, professora de língua portuguesa, autora de Mãos de Amanda (2013) e de contos publicados em antologias. Pesquisadora da autoria feminina, publicou artigos sobre literatura em periódicos da área e é uma das organizadoras de “A escrita criativa: pensar e escrever literatura” (2012) e de “Leituras de literatura brasileira contemporânea” (2015).

Gabriela Silva é especialista em Literatura Brasileira (2003), Formação de Leitores (2005), mestre (2009) e doutora (2013) em Teoria da Literatura pela PUCRS. É professora de literatura e escrita criativa nos gêneros poético e narrativo. Tem pós-doutorado na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa no Centro de Estudos Comparatistas. É professora do ECON – Escrita Criativa Online – PT. É uma das criadoras e coordenadoras da Feira Além da Feira. Em 2015, publicou “Ainda é céu” (Patuá).

Moema Vilela é escritora e jornalista, doutoranda em Letras/Escrita Criativa pela PUCRS, mestre em Linguística e Semiótica (UFMS) e em Escrita Criativa (PUCRS), graduada em Jornalismo (UFMS). Trabalha com arte e comunicação desde 2000. Autora de “Ter saudade era bom” (Dublinense, 2014), organizou “Vozes da Dança” (2008), co-organizou “Vozes do Teatro” (2010) e publicou contos e poemas em antologias e revistas literárias brasileiras.

E enquanto setembro não chega, acompanhe as notícias e novidades sobre o prêmio na página do Veredas no Facebook, Twitter e aqui no blog.

Comentários

comentários

Powered by Facebook Comments

2 comentários em “A comissão julgadora do Prêmio Veredas: um time de peso”

Comentários foram encerrados.