Um novo caminho acaba de ser traçado em nossa travessia. Modificamos o layout de nosso site a fim de representar nossa busca por um jornalismo cultural alternativo. Deixamos de lado as editorias clássicas do jornalismo tradicional, na medida em que não refletiam mais o modo como entendemos a Cultura.

Por que delimitar a Cultura quando ela é viva, pulsante e em constante transformação? Quando ela é plural? Aprendemos ao longo desses anos que a diversidade e a profundidade nos assuntos são essenciais para continuarmos existindo: aprendemos sim na prática e em conjunto, a partir das diversidades de visões das pessoas que compõem a equipe. E isso demorou tempo e muita reflexão.

Então, você não verá mais uma editoria de “Cinema”, ou de “Literatura”. A grande novidade no layout criado por Arthur Freitas é a nuvem de tags, que aqui chamamos de “Temas Frequentes”, o nome já explica por si só. Nosso objetivo é destacar as questões sociais relativas às culturas representadas por nossas matérias.

Ainda continuaremos cobrindo com afinco o campo artístico, fazendo resenhas de filmes, shows, fazendo reportagem sobre políticas públicas. Mas continuamos aprendendo e descobrindo novas formas de cultura. Cultura popular, cultura LGBT, cultura feminista, cultura quilombola. O Brasil é esse mosaico infinito de expressões, e é isso que buscamos conhecer cada vez mais e representar em nossas matérias. Cultura para além do sinônimo estrito de obra artística. Cultura como o conjunto de elementos que representam as mais variadas formas de viver. Na verdade tudo se encontra e se conecta nessa longa travessia de quase sete anos.

O Nonada – Jornalismo Travessia é um veículo independente. A única fonte de recursos no momento é nossa campanha de financiamento coletivo. Essa mudança só foi possível com a ajuda de vocês, mas ainda precisamos manter nossa sustentabilidade. Saiba como colaborar!

Comentários

comentários

Powered by Facebook Comments