,


Fantaspoa 2016: “Tikkun”, de Avishai Sivan

Tikkun pode ser visto como um pretensioso drama exagerado em seu suspense ao não revelar com facilidade o íntimo de seus personagens. No entanto, pode – e deve – ser encarado pela curiosidade que desperta ao se propor como retrato tão fiel e não-moralista de uma das diversas facetas da religiosidade.