,


‘Entendeu ou quer que eu desenhe?’

Romper paradigmas. Quebrar tabus. Causar estranhamento. Se expressar de forma livre, a partir de diversas formas, conteúdos e traços. Essas são as táticas da nova geração de mulheres cartunistas, que vêm promovendo uma verdadeira revolução no campo das artes gráficas no Brasil.