Adotando para si o bordão “tenho mais discos que amigos”, a editoria de Daniel Sanes não podia ser outra senão música. De Rita Lee a Midnight Oil, de Chico Buarque a Metallica, de Zé Ramalho a Queen, com destaque especial – e eterno – aos Ramones. Essas são algumas das influências do nosso editor, que tem mais de 500 CDs na estante e segue aumentando a lista.

 

Sua relação com o jornalismo iniciou ainda criança, quando já fazia jornaizinhos para consumo interno. Com a música, a história seguiu pelo mesmo caminho: já na infância, sua canção favorita era “Ovelha Negra”, da Rita Lee, apesar de agora ele preferir “I Believe in Miracles”, dos Ramones, som que alegrou sua formatura na Universidade Católica de Pelotas.

 

Autoconsiderado o “dinossauro” do Nonada, já que é o mais velho da equipe, como sempre faz questão de reclamar, Daniel lamenta que as principais revistas em circulação no Brasil sejam filiais gringas, como a Rolling Stone e a Billboard. Sobre isso, fala: “alguém pode dizer: ‘ah, mas elas são as melhores’. Olha, é mais fácil ser melhor quando se conta com um nome do porte de uma Rolling Stone por trás, né! Logo no primeiro número a revista vem forrada de mega-anunciantes!”.

 

A solução para isso, Daniel sabe bem: a internet. E foi por isso que aceitou assumir a editoria de música do Nonada e mostrar que aqui também se faz jornalismo cultural de qualidade. Alguém aí vai duvidar de um cara que prefere consertar o toca-discos a mandar arrumar a geladeira? Eu não me arrisco. E aposto que foi só pra poder cantar, com um fundo de verdade, “meu refrigerador não funciona”.

 

Twitter: @danielsanes

Editoria: Música

Email: musica@nonada.com.br

Comentários

comentários

Powered by Facebook Comments

Deixar um comentário

Não há comentários nessa página ainda. Vamos começar essa conversa!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *