God of Carnage é o primeiro filme de Polanski depois que o diretor saiu da prisão domiciliar (Crédito: Divulgação)

Perdendo espaço para o Festival de Toronto, no Canadá, o Festival de Veneza desse ano aposta em uma programação muito mais voltada para os filmes de língua inglesa e grandes produções. A partir de amanhã até 10 de setembro, os novos filmes de Roman Polanski, God of CarnageA Dangerous Method, de David Cronenberg, vão estar na disputa pelo Leão de Ouro ao lado de outros grandes realizadores do cinema mundial. The Ides of March, com George Clooney em frente e atrás das câmeras, será o filme de abertura. Fora de competição, chamam a atenção os longas-metragens dirigidos por Madonna (W.E.), Al Pacino (Wild Salome) e James Franco (Sal).

Baseado na peça de Yasmina Reza, God of Carnage é o primeiro filme de Polanski depois que o diretor saiu da prisão domiciliar em um chalé na Suíça. O elenco encabeçado por Jodie Foster, Kate Winslet, Christoph Waltz e John C. Reilly narra a história de dois casais que tentam solucionar suas diferenças após a briga de seus filhos. O júri será presidido pelo diretor Darren Aronofsky, que ganhou o festival em 2008 com O Lutador e concorreu no ano passado com Cisne Negro. O ator Al Pacino receberá o prêmio “Glory to the Filmmaker” pelo seu trabalho como realizador, enquanto o italiano Marco Bellocchio será homenageado com um Leão de Ouro por sua carreira.

Brasil na premiação

Girimunho conta a história de duas viúvas que buscam novo sentido para a vida(Crédito: Divulgação)

Fora da competição, o Brasil estará representado na mostra Horizontes (Orizzonti), com o filme Girimunho e na seção Venice Days, com o filme Histórias que Só Existem Quando Lembradas. Girimunho se passa no interior de Minas Gerais, onde vivem duas octogenárias. Quando uma delas fica viúva, ambas passam a buscar um novo sentido para a vida. Coprodução entre Brasil, Espanha e Alemanha, o filme conta com Maria Sebastiana Martins Álvaro e Maria da Conceição Gomes de Moura como protagonistas. Ainda não há previsão sobre seu lançamento no circuito comercial brasileiro.

 Já Histórias que Só Existem Quando Lembradas, primeiro filme de ficção dirigido por Júlia Murat, terá sua estreia mundial na mostra Venice Days. O filme mescla documentário e realismo fantástico e conta a história de Jotuamba, uma cidade fictícia localizada no Vale do Paraíba. Duas gerações entram em conflito através de uma velha padeira, sempre ligada à memória do marido já falecido, e uma jovem fotógrafa.

Comentários

comentários

Powered by Facebook Comments

Jornalista, mestrando em Comunicação na Ufrgs e Editor-Fundador do Nonada - Jornalismo Travessia. Acredita nas palavras e nas pessoas. Twitter: @rafaelgloria
Deixar um comentário

Deixar um comentário

Não há comentários nessa página ainda. Vamos começar essa conversa!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *