Com seu "pornô das mamães", E. L. James superou Dan Brown (Crédito: Getty Images)

O romance erótico Cinquenta Tons de Cinza, da escritora E.L. James, tornou-se o livro de bolso mais rápido a atingir um milhão de cópias vendidas no Reino Unido.

A obra, a primeira de uma trilogia, levou apenas 11 semanas para alcançar o marco, 25 semanas mais rápido que o detentor do recorde anterior, O Código Da Vinci, de Dan Brown. A informação é da empresa de rastreamento Nielsen BookScan.

Os dois outros títulos da trilogia também tiveram aumento das vendas, num dos maiores fenômenos editoriais desde que a série Harry Potter, de J.K. Rowling,., acabou, em 2007. Cinquenta Tons Mais Escuro vendeu 245.801 cópias, enquanto Cinquenta Tons de Liberdade vendeu 212.832. Em apenas uma semana, o total de cópias vendidas em toda a trilogia foi de cerca de 856.000, ou mais de duas vezes o número de livros vendidos dos demais títulos da lista de 50 da BookScan.

De acordo com a editora Random House, as vendas globais da série superam 20 milhões. Só nos EUA, já são mais de 15 milhões de exemplares vendidos.

Apelidado pelos britânicos de “pornô das mamães”, o livro conta a história da estudante de literatura ingênua Anastasia Steele e do empresário manipulador Christian Grey. Os direitos de filmagem da trilogia já foram comprados pela Universal e pela Focus Features.

Comentários

comentários

Powered by Facebook Comments