Propostas para o desenvolvimento do setor de games no Brasil estão sendo discutidas (Crédito: arquivo)

O ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, afirmou que pretende discutir com o Ministério da Fazendo propostas para o desenvolvimento do setor de games no Brasil. “Precisamos estabelecer uma política para o desenvolvimento de games, montagem de games aqui e de software para games também”, disse. Algumas das propostas têm como objetivo diminuir o preço dos produtos e gerar empregos no setor. O Projeto Jogo Justo já vem há um tempo trabalhando na busca pela diminuição da carga tributária nos jogos importados, além de travar diálogo com o governo sobre um desenvolvimento da industria de jogos eletrônicos no país. Agora parece que os frutos estão começando a surgir.

Vale lembrar que recentemente nos Estados Unidos, o National Endowment for the Arts, principal órgão norte-americano de fomento cultural, reconheceu que games interativos também são arte e que merecem incentivo governamental. Lá, entretanto, o as regras de financiamento não valem para todo e qualquer produtor: o game não pode ter fins comerciais e deve ser produzido por organizações livres de impostos. Programadores independentes podem se candidatar, mas apenas em parceria com ONGs locais.

O momento é bom para o Brasil nos games, a PlayStation Network, a rede de games para os consoles da Sony que vem causando dor de cabeça à empresa devido a invasão de hackers em seu sistema, ganhou uma nova promessa de lançamento no Brasil. Em evento durante a feira de games E3, a Sony Brasil anunciou que pretende lançar a rede de games e a loja PS Store até o Dia das Crianças. Com o serviço no Brasil, em português, os jogadores brasileiros poderão se registrar usando endereços no País e dados de cartões de crédito nacionais. Para usar a rede atualmente, usuários brasileiros cadastram endereços de outros países e têm de usar um cartão internacional.

Jornalista, Especialista em Jornalismo Digital pela Pucrs, Mestre em Comunicação na Ufrgs e Editor-Fundador do Nonada - Jornalismo Travessia. Acredita nas palavras. Twitter: @rafaelgloria
Deixar um comentário

Deixar um comentário

Não há comentários nessa página ainda. Vamos começar essa conversa!

Deixe uma resposta

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support