Na última quinta-feira, dia 15, o National Book Awards,  das mais tradicionais premiações literária realizadas nos Estados Unidos, divulgou seus vencedores. As escolhas contemplaram novas e velhas gerações de escritores estadunidenses, como a veterana Louise Erdrich e a estreante Katherine Boo.

Erdrich venceu por seu ““, segunda parte de uma trilogia sobre um garoto de origem indígena que planeja vingar o estupro sofrido por sua mãe. A autora foi contemplada nesse prêmio pela  primeira vez, embora seus livros sejam publicados já há cerca de três décadas.

A infância também é o foco de “Behind the Beautiful Forevers: Life, Death, and Hope in a Mumbai Undercity” o primeiro livro de Boo, uma obra não ficcional. O tema são as  favelas de Mumbai, e a obra  joga luz sobre a educação de um menino que enfrenta problemas relacionados à violência e ao crime. Jornalista, a autora faz parte da equipe da revista “The New Yorker” que já recebeu um Pulitzer por seu trabalho jornalístico. Ela concorreu com grandes nomes da não ficção, como o jornalista Robert Caro, autor de biografias e vencedor de dois prêmios Pulitzer.

Também foram premiados pela National Book Awards William Alexander (na categoria literatura juvenil, por “Goblin Secrets”) e David Ferry (pelo livro de poesia “Bewilderment”). Cada um dos vencedores recebeu US$ 10.000.

Para a lista completa, acesse: http://nationalbook.org/

Jornalista, Especialista em Jornalismo Digital pela Pucrs, Mestre em Comunicação na Ufrgs e Editor-Fundador do Nonada - Jornalismo Travessia. Acredita nas palavras. Twitter: @rafaelgloria
Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support