Por Antonio Hohlfeldt*

Foto: Sedac-RS

Em respeito à Carta Aberta divulgada pela multiartista Valéria Barcellos (@valeriabarcellosoficial), assim como pela responsabilidade pública que tenho, por presidir a Fundação Theatro São Pedro, ponderando as questões por ela levantadas, considero que, independentemente do episódio em si e da percepção em torno dele que cada um de nós possa ter, há uma questão objetiva e histórica a ser enfrentada: enquanto uma pessoa que sempre pautou seu comportamento pelo respeito aos demais, e que pretende conhecer e repudiar a história brasileira de violência e discriminação contra segmentos sociais os mais variados, não me posso furtar a admitir que o sentimento de desrespeito e de transfobia, nas palavras da artista, por mim causado, ainda que involuntariamente, precisa ser reconhecido e sobre ele apresentar um pedido de desculpas.

Não pretendo pactuar ou ser parte da continuidade destes processos de desrespeito e, neste sentido, faço esta manifestação de maneira pública à artista, a quem admiro há muito e sobre a qual já escrevi em diferentes momentos. Mas, sobretudo, à pessoa de Valéria Barcellos. Ela merece respeito e desagravo por qualquer sentimento negativo que lhe tenha provocado, mesmo que desavisadamente.

Devo fazer esta manifestação, como disse, por ela, por mim, por todos nós, aqueles que acreditamos que a Arte é Vida, não é Morte.

Valéria fala que mais que pedido de desculpas, precisamos de ações concretas e abrir espaços e, a partir desse episódio, que se discuta ainda mais sobre a importância do uso do palco por todos os artistas.

A sociedade precisa aprender a ouvir e a dar espaço para toda a diversidade de artistas. Meu pedido de desculpa é público e se estende não só a ela, como aos demais artistas e produtores do espetáculo BR-Trans.

Espero que reconheçam aqui mais um aprendizado e um gesto de humildade num momento em que, em todo o nosso país, experimentamos maledicência e desrespeito. Não faço parte deste grupo. Não quero fazer parte deste grupo. Não farei parte deste grupo.

Porto Alegre, 10 de dezembro de 2021

Antonio Hohlfeldt
Presidente da Fundação Theatro São Pedro

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support