...

Nonada Jornalismo muda site e apresenta novas editorias

O Nonada Jornalismo renovou o site oficial para destacar a linha editorial da organização, cobrindo diferentes aspectos da cultura que vão além da produção artística. Com novas editorias, o menu principal joga luz nos eixos temáticos que fazem parte da nossa cobertura: 

Processos artísticos: tudo o que envolve uma obra ou artista, produções artísticas e análises conjunturais

Políticas culturais: economia da cultura, gestão cultural e políticas voltadas à área

Comunidades tradicionais: povos indígenas, quilombolas e demais comunidades reconhecidas ou em processo de reconhecimento

Culturas populares: manifestações culturais tradicionais ou contemporâneas originárias do Brasil

Censura e direitos humanos: perseguição e criminalização de profissionais da cultura e outras violações à liberdade de expressão

Memória e patrimônio: história, sociologia e bens culturais tombados ou em processo de tombamento

Agora, quem visitar a página poderá navegar mais facilmente pelas editorias e pelos diferentes formatos jornalísticos, entre reportagens, entrevistas, notícias, resenhas e artigos. Também ficou mais fácil conferir outros produtos do Nonada, como os podcasts e publicações especiais. Outro destaque é uma área para o Observatório de Censura à Arte, iniciativa lançada em 2019 que mapeia casos recentes de censura à arte no Brasil.

Muda a forma de organizar o conteúdo, mas a essência permanece. Seguimos cobrindo cultura com viés decolonial e buscando a diversidade. Nós acreditamos que o jornalismo cultural precisa amadurecer para vencer os obstáculos que os cercam.  Por que delimitar a cultura quando ela é viva, pulsante e em constante transformação? Quando ela é plural? Continuamos aprendendo e descobrindo novas formas de cultura. Culturas populares, cultura LGBTQIA+, cultura feminista, cultura quilombola. O Brasil é um mosaico infinito de expressões, e é isso que buscamos conhecer cada vez mais e representar em nossas matérias.

Com sede em Porto Alegre, o Nonada está em atividade desde 2010 e já venceu prêmios e editais como o Agente Jovem da Cultura do Ministério da Cultura (2012), o Sesc Cultura Convida (2020) e o 1º lugar no Prêmio da Associação Rio-Grandense de Jornalismo na categoria webjornalismo (2021).


Nosso trabalho é financiado por diferentes fontes de recursos, incluindo editais públicos, publicidade, doações, cursos e palestras, venda de produtos, prestação de serviços, assinaturas e parcerias pagas sinalizadas. Para apoiar, acesse nosso financiamento coletivo: apoia.se/nonada