Foto: Anselmo Cunha/Nonada

A 9ª Semana da Poesia de Cachoeirinha, evento que marca presença na agenda cultural da região metropolitana desde a década de 2000, foi adiada devido à pandemia de Covid-19. A nova data será informada em breve.

Com uma programação recheada de poesia e música, a Semana ocorre geralmente de 14 de março, data de aniversário de Castro Alves, até o 21, Dia Mundial da Poesia. As atividades ocorrem em espaços culturais da cidade, entre eles a Biblioteca Comunitária Sol e Lua e a Biblioteca Solarium, da Smed. As atrações são diversas, incluindo saraus, contação de histórias, shows e encontros com escritores. Participam da agenda artistas como o grupo Arte Negra (Lilian Rocha, Carmen Lima, Fátima Farias, Taiasmin Ohnmacht, Delma Gonçalves e Ana dos Santos), Ricardo Silvestrin, Dilan Camargo e Ronald Augusto. Escolas públicas de Cachoeirinha também vão receber atividades.

Neste ano, a iniciativa tem financiamento da Lei Aldir Blanc, por meio do edital 29/20, da prefeitura de Cachoeirinha. Os recursos possibilitaram a contratação da programação básica, à qual foram acrescentadas, até agora, mais de 30 atividades, disponibilizadas por autores, músicos e outros artistas.

História

A Semana da Poesia de Cachoeirinha foi criada, na década de 2000, pelo poeta e jornalista Milton Souza e pela produtora cultural Sônia Zanchetta. Sua ideia era inundar a cidade de poesia no mês de março, com a colaboração de parceiros.

Para tanto, mobilizaram, em duas edições anuais, escolas, entidades, empresas, coletivos, escritores e outros artistas, que aceitaram o desafio de realizar ações que colocassem a poesia em destaque no período.

Depois de um intervalo de alguns anos, a Semana foi retomada, em 2015, a cargo do projeto Quitanda da Leitura, que Sônia havia criado em 2011, e o poeta Milton Souza foi o homenageado do evento.

Desde então, a Semana ocorre anualmente — embora tenha sido interrompida, em 2020, em seu terceiro dia, em função do confinamento social decretado devido à pandemia do covid-19 —, e tem contado com dezenas de parceiros da cidade, além de escritores e artistas de outras localidades que se dispõem a vir a Cachoeirinha a fim de colaborar na programação das escolas.

Com a fundação do Instituto Cultural e Social Ágora, em junho, presidida por Sônia, a Semana passou a sua responsabilidade, assim como a Biblioteca Comunitária Sol e Lua (2013), o projeto Quitanda da Leitura (2011 – troca e doação de livros) e a Parada da Leitura (2017 – parada 51 da Av. Flores da Cunha, em que são disponibilizadas dezenas de livros ao público diariamente).

*Esta notícia é patrocinada pelo Instituto Cultural e Social Ágora

%d blogueiros gostam disto: