...

Rafael Gloria* Foto: Tânia Meinerz/Gazeta de Rosário Em seu cartão de visita, Oliveira Silveira se definia como pesquisador da cultura afro-brasileira e escritor de literatura negra. Falecido no dia 1 de janeiro de 2009, o poeta, professor e intelectual, com grande trabalho dentro do movimento negro (foi um dos idealizadores do Dia da Consciência Negra),

Ronald Augusto (*) [1] Marlírico é um livro de poesia, de poemas? À primeira vista, sim, já que, afinal de contas, todo o conjunto se encontra, ao menos nominalmente, dentro dos limites do gênero – e as informações da ficha catalográfica, inclusive, cumprem função afirmativa quanto a isso, pois ali se lê “poesia” –, mesmo assim, em

por Ronald Augusto* Com uma frequência que só se explica por já ter se tornado um lugar-comum, me deparo de quando em quando com o chiste segundo o qual quem lê poesia são os poetas apenas. Ao menos uma vez sejamos sérios e digamos a coisa tal como ela é. Com efeito, os poetas formam

  Ocupamos o maior espaço da Feira do Livro de Porto Alegre. A segunda edição do Sarau dos Não Lidos (não-lidos naquela forma tradicional, mas ouvidos – e muito!) rolou no dia 13 de novembro no Teatro Carlos Urbim. As slammers Ana Tereza e Suzane Cardoso e  os poetas Ana dos Santos, Jonatan Ortiz, Nayara Lemos

Foto: Sarau Entreverbo Por Camila Kehl A cartola esconde o vasto cabelo. O paletó, as calças e até as meias revelam letras coladas. Desconcertado, o poeta senta diante da pequena plateia. Intimidado, começa a contar a sua história e desperta a desconfiança: será possível que um artista assim meio acanhado consegue mesmo atrair atenção? Sim,