No dia 31 de agosto de 2021, o Instituto Vladimir Herzog lança, juntamente com a Artigo 19, a Rede Nacional de Proteção de Jornalistas e Comunicadores. A Rede é fruto da articulação de dezenas de jornalistas, comunicadores, entidades representativas e coletivos de mídia ligados à defesa da liberdade de expressão, presentes em todos os estados brasileiros e no Distrito Federal.

Seu objetivo, além de combater a realidade de sistemáticas violações à liberdade de expressão, é acolher denúncias de ataques e de ameaças a jornalistas, comunicadoras e comunicadores, que têm aumentado espantosamente nos últimos anos no Brasil e ainda são subnotificadas. Em 2019, o Nonada Jornalismo participou de um encontro de formação da Rede em São Paulo, como representante do Rio Grande do Sul. Desde então, as entidades têm se dedicado a desenvolver a iniciativa a partir das experiências e necessidades dos jornalistas e comunicadores.

As ameaças, violências e intimidações contra estes profissionais devem ser rechaçadas pela sociedade, pois sem o livre exercício do jornalismo e da comunicação, não há democracia possível. O direito de acesso à informação, de participação social e política dependem do trabalho dessas pessoas.

site da Rede, ainda em construção, será uma ferramenta segura para o registro de denúncias, que serão avaliadas e, sempre que viável, acompanhadas por profissionais do direito. O canal terá ainda uma biblioteca com materiais específicos sobre proteção e segurança como cartilhas, livros, artigos e vídeos.

O projeto promoverá oficinas sobre temas ligados ao jornalismo, à liberdade de expressão e aos direitos humanos. Estão previstas formações em segurança digital, cobertura de eleições, cobertura de manifestações, legislação vigente no Brasil etc. Ainda neste ano, serão realizadas oficinas e um encontro nacional, todos virtuais.

O lançamento online será transmitido pelo YouTube do Instituto Vladimir Herzog no dia 31 de agosto às 19h30. Vamos debater o grave processo de institucionalização dos ataques à imprensa no Brasil.

Contaremos com a participação especial das jornalistas Semayat Oliveira, co-fundadora e co-diretora do Nós, Mulheres da PeriferiaBianca Santana, diretora-executiva da Casa Sueli Carneiro, espaço de celebração, formação e memória que homenageia uma das mais importantes pensadoras e ativistas do Brasil; e Kátia Brasil, cofundadora e editora-executiva da Agência Amazônia Real.

%d blogueiros gostam disto: