...

Neste ano de dificuldades, o Nonada – Jornalismo Travessia completa 10 anos. E nós precisamos do apoio de vocês pra seguir colocando no foco da pauta as expressões artísticas de todos aqueles que são marginalizados mesmo compondo de forma rica o panorama da cultura nacional. Por isso, lançamos nosso financiamento coletivo, disponível no >>> apoia.se/nonada <<<. Lá

O Brasil registrou, em 2019, 208 ataques a veículos de comunicação e jornalistas, um aumento de 54% em relação a 2018. Os dados são da Federação Nacional dos Jornalistas (FENAJ) que, pela primeira vez, contabilizou em seu relatório anual as tentativas de descredibilização da imprensa, uma vez que se tornou quase uma prática institucionalizada por

Foto: Raphael Carrozzo/Nonada Dezesseis veículos independentes de Porto Alegre e região uniram forças para uma transmissão conjunta em defesa da democracia, no sábado (27), para uma transmissão ao vivo via Facebook com diversos convidados. A programação reuniu lideranças e especialistas de diversos segmentos para discutir a conjuntura política, movimentos sociais e populares, cultura, cidadania, direitos

Vivemos um momento muito grave: uma candidatura à Presidência da República defende abertamente o autoritarismo, a violência política e a retirada de direitos dos trabalhadores. Defende, também, restrições à liberdade de expressão e de atividade política. O mundo todo olha para o Brasil com preocupação, e pessoas dos mais diversos matizes políticos rejeitam a candidatura

Enquanto os tempos são de mudanças drásticas para a comunicação pública no Rio Grande do Sul, com a extinção oficial da Fundação Piratini, a resistência no campo do jornalismo alternativo continua originando veículos independentes. Um exemplo é a TV Nação Preta, canal de reportagens em vídeo protagonizado pelos jornalistas da Fundação Piratini Fernanda Carvalho, Vera

Foto: Otávio Fortes/CRL 2017 Encontrei Bernardo Kucinski para essa entrevista em novembro do ano passado durante a Feira do Livro de Porto Alegre. Encontrei pessoalmente, porque já o havia encontrado há algum tempo em seus livros, principalmente na obra Jornalistas e Revolucionários nos tempos da imprensa alternativa, que me auxilia na escrita da minha dissertação

Uma conversa franca sobre jornalismo cultural foi o tema do Estação Cultura especial veiculado na TVE na semana passada. Com apresentação de Domício Grillo, o programa convidou a integrante do coletivo Thaís Seganfredo, além de Naira Hofmeister, jornalista freelancer e integrante do projeto Dossiê Palcos Públicos de Porto Alegre, e do professor e idealizador do

*inscrições prorrogadas até 20 de dezembro O Nonada – Jornalismo Travessia, o Jornalismo B e a Anú – Laboratório de Jornalismo Social acabam de lançar em conjunto o primeiro concurso de reportagem promovido por mídias alternativas do Rio Grande do Sul. A iniciativa vai premiar reportagens inéditas em texto nas categorias Direitos Humanos e Cultura.